Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Other Side of the World..

Other Side of the World..

E se eu fosse perfeita?

por Cátia Bernardo, em 23.12.08

 

E se eu fosse perfeita?

Se estivesse sempre feliz, e nunca discutisse? Se te desse sempre a razão? Se nunca contrariasse ninguém e andasse sempre de cabeça erguida?

Se tivesse 1,70m de altura, e tivesse as medidas 86-60-86 tão desejadas, se andasse sempre de saltos altos com um passo firme e confiante? E se andasse sempre de mini-saia ou com um decote revelador, ou com roupas que favorecessem as minhas tão perfeitas medidas? Se passasse o dia em cabeleireiros e spas a tratar de mim? E se usasse batom vermelho?

Se eu fosse perfeita?

Se soubesse sempre o que dizer, quando dizer? Se eu fosse um ás a matemática, a física e a química, e ao mesmo tempo a português, filosofia e latim?

Se fosse rica e não precisasse de trabalhar? Se tivesse o tempo todo livre e o usasse só para ti? Se chegasses a casa e tivesses o jantar na mesa, as pantufas à porta e o meu desejo guardado à tua espera?

E se eu não tivesse qualquer tipo de problemas, se toda a gente me adorasse e me quisesse bem? Se dissesse que sim a tudo e sempre pronta a entregar-me? Se não tivesse ambições ou aspirações na vida de modo a ser o teu boneco de plástico, aí gostarias de mim? E se eu não tivesse fantasmas no armário, e fosse a menina perfeita sem personalidade? Se eu fosse uma bonequinha de Hollywood, aí gostarias de mim? Desejavas-me?

Mas eu não sou perfeita. Nem sempre estou feliz e gosto de defender-me quando tenho razão. Não me conformo e luto por aquilo que quero. Não tenho 1,70m, mas se tivesse não conseguiria encaixar-me tão bem naquele espacinho debaixo do teu braço. Não tenho as medidas desejadas nem ando sempre de saltos altos, não ando de mini-saia nem revelo as minhas curvas imperfeitas. Tenho um estilo prático e não tenho tempo nem paciência para me tornar numa Paris Hilton.

Nem sempre digo a coisa certa na altura certa, mas tenho personalidade. Tenho mau feitio e chateio-me com frequência, mas tenho ambição de uma vida boa e em tornar-me numa pessoa melhor.

Não sou um ás a matemática, nem a física e muito menos a química, mas garanto-te que compreendo o latim, adoro o português e tenho gosto pela filosofia.

De certo que não disponho do tempo todo para ti, e chegas a casa e não tens o jantar na mesa, não tens as pantufas à porta, mas terás sempre o meu desejo guardado à tua espera. É verdade que tenho problemas e fantasmas no armário, e que nem toda a gente me quer bem, mas o meu sentido de humor (imperfeito, bem sei) estará sempre disposto a pôr aquele sorriso na tua cara ou a despertar aquela gargalhada que tanto gosto de ouvir. Às vezes sou injusta e impulsiva, e bato o pé ou amuo, mas só tu não compreendes que é a carência que tenho de ti.

Se eu fosse perfeita era também enfadonha. Não era divertida nem pateta, não faria caretas nem te faria cócegas. Não alinharia naquelas brincadeiras. Faria tudo certo e não cometeria erros.  Era assim que querias que fosse?

Tu não és perfeito, e é por isso que te adoro.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2008
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2007
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2006
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D